quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Dança do Ventre

A dança é libertadora. Mas o que ela liberta? Nunca imaginei que entrar para as aulas de dança do ventre me faria tão bem. A dança é a conexão com o seu íntimo, posso até dizer que com sua alma também. E por que não? Se enxergar por dentro não é tarefa fácil. Se enxergar fisicamente também não é tão fácil. Mas a dança liberta.

Já ouvi tantas coisas a respeito e no fundo acredito que aqueles que falam bobagem é porque não conhecem a essência. É falta de informação. Ou deturpação da informação. Ou pior, é querer cegar-se à informação.
Então, quais são os efeitos que a dança pode causar? Acho que antes de qualquer outro vale considerar o reconhecimento do seu próprio corpo. Físico mesmo. Você simplesmente começa a sentir todos seus músculos e todo seu corpo. Depois da vergonha de se mostrar diante de si no espelho e diante de outras pessoas, vem a tomada de consciência de si próprio. Por fim, a dança ajuda a se aceitar como é. E essa é a melhor parte. A dança liberta.
Se abrir para a experiência, sentir o ritmo, a música, os movimentos. É um conjunto de coisas que harmoniosamente juntos unem o corpo, a alma e a música. Todos os elementos se tornam uno. Sentir a vibração da batida da música junto com o corpo é inexplicável. A razão não explica, mas o corpo sim, ele mostra. A dança liberta.