quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

L'Amour

"O amor não se vê com os olhos mas com o coração" (W. Shakespeare).

Não há frase mais correta do que essa. Shakespeare estava mais que certo em sua afirmação.
O que é o amor? Há de fato definição 'fechada' para esse sentimento tão nobre, complexo e amplo? Creio que nunca uma definição será igual a outra.
Quanto tempo precisamos para senti-lo de verdade? Alguns dizem que muito, outros dizem que poucos, outros nem mesmo acreditam que o amor exista mesmo. A quem dar razão a não ser ao seu próprio coração? Sim, o amor se vê com o coração e não com os olhos. Com os olhos enxergamos a razão; e razão não combina com coração, nem com muito esforço. Prova disso é quando você de repente se dá conta. Primeiro você ama, depois percebe o sentimento.
Ser por ele arrebatado é meio assustador, mas quando recíproco é reconfortante. Posso dizer que depois de estar desacreditada em relação a isso fui flechada beeeeem no centro do meu coração. E devo dizer que o Cupido dessa vez foi certeiro e preciso, rsrs. Ainda mais quando não se espera ser flechado e atingido é mais gostoso ainda.
Meu coração hoje está feliz, pleno, confiante e completo.
Amore, não possuo o dom e a facilidade de tecer belas rimas com belas palavras, posso apenas dizer "amu tu tatu" :-D