quarta-feira, 12 de abril de 2017

#RESENHA: Corte de Espinhos e Rosas

 Autora: Sarah J. Maas.
Editora: Galera, RJ, 2005.
Resumo: Dois mundos divididos por uma muralha. De um lado, humanos, do outro, feéricos. Um tratado sela a paz entre ambos. Em um mundo sem esperanças Feyre, a mais nova das 3 filhas de um mercador falido, promete a mãe no leito de morte, que cuidaria da família. Em tempos dificeis e inverno rigoroso, Feyre segue floresta adentro em busca de caça (cada vez mais escassa). O que ela não sabia era que o lobo que havia matado mudaria sua vida. Uma criatura bestial invade o pobre chalé onde vive com a família e pelo tratado dos 2 mundos a exige para que sua família, e ela, sobrevivam.
Contrariada Feyre segue para as terras mágicas e descobre que seu captor é um Grão Senhor da Terra Primaveril. Tamlin a deixa livre pelas suas terras, porém não a deixa a par dos problemas que estão surgindo no mundo feérico.
Tendo que se conformar com sua condição ela passa a conhecer Tamlin melhor, apaixonando-se por ele, e vice-versa. Enquanto eles começam a se descobrir tê que lidar com uma antiga sombra que vai avançando sobre o mundo feérico e para que seja detida Feyre precisa demonstrar seu amor pelo Grão Senhor.

A leitura e o texto são envolventes. A autora soube como captar a atenção do leitor. Quem espera encontrar uma releitura de A Bela e a Fera tal como a conhecemos pode se decepcionar. A autora soube criar um universo o qual nada se parece com o do original da Disney. Poucos são os fatos que nos remetem à ele e que podemos "comparar". 
Na minha opinião, o livro se destaca pelo universo mágico criado pela autora dando um ar diferenciado a já clássica estória conhecida por todos nós.
E que venha o segundo volume!

Nenhum comentário:

Postar um comentário